Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

“Vou trabalhar para que o Executivo tenha respaldo de todos vocês” diz Rosemberg, ao assumir Liderança do Governo na Alba.

ByLéo Feitosa

fev 5, 2019

Durante a posse dos parlamentares para a 19ª Legislatura na sexta-feira, dia 1º/2, o deputado Rosemberg Pinto (PT) foi apresentado como o novo líder da Bancada do Governo. O parlamentar recebeu convite do governador da Bahia, Rui Costa, com o objetivo de manter a unidade entre o grupo formado por 11 partidos, com 43 parlamentares e garantir que projetos do Executivo sejam debatidos com diligência na Casa Legislativa.

No seu 3º mandato como deputado estadual, Rosemberg terá o papel de aglutinar uma base parlamentar grande e diversa. Para isso, o petista diz que não vai abrir mão da escuta, da tolerância e da humildade para atingir o objetivo principal que é aprovar os projetos do Executivo. Segundo o legislador, ser líder é ter a capacidade de fazer o encontro das diferenças, e ele se sente lisonjeado pelo reconhecimento do governador em enxergar nele estas características.

Rosemberg Pinto segundo deputado mais voto em 2018

Rosemberg também reconhece o trabalho realizado pelo seu antecessor na função, o deputado Zé Neto (PT-BA), que segue agora para a Câmara dos Deputados. “Pretendo corresponder à confiança depositada em mim pelo governador e darei continuidade ao trabalho do deputado Zé Neto, que conseguiu a maioria para aprovar um grande número de proposições do Executivo na ALBA”.

“Antes de assumir essa função fiz questão de fazer um estágio com Zé Neto. Importantes lições foram tiradas, sejam nos momentos de tranqüilidade ou nos momentos mais difíceis que a Assembléia já vivenciou. Vamos sempre buscar o consenso nas votações para que tenhamos apoio na votação de projetos de interesse do governo e dos baianos”, antecipou.

Eleito com 101.945 votos nas eleições deste ano, o segundo mais votado em todo o estado, Rosemberg afirmou ainda que liderar a Maioria no Parlamento baiano será um desafio pessoal muito grande, mas a luta para que os principais anseios da sociedade baiana sejam atendidos será o seu principal combustível.

“Também vou advogar pelas grandes causas do nosso estado. Conheço a Bahia, conheço o interior do estado, conheço os problemas que os prefeitos enfrentam no seu dia a dia, como também conheço os grandes projetos que já foram levados tanto para Salvador, quanto para o interior. Além disso, as portas da Liderança do Governo estarão sempre abertas para ouvir idéias que possam ajudar o governo, a Bahia e as baianas e os baianos”, adiantou Pinto.

O novo líder da bancada alerta para uma conjuntura nacional “mais difícil para a Bahia”. Ainda assim, Rosemberg acredita que a habilidade de Rui Costa em contornar situações embaraçosas vai fazer com que o Estado continue crescendo.

Leia também!  Confira detalhes da cerimônia de encerramento da 9ª edição do Festival Gastronômico, que ocorreu na última quarta-feira, dia 03 de agosto.

Para driblar as dificuldades, o novo líder pretende dialogar com os deputados da Bancada de Oposição de forma harmônica e mais consensual possível. Ele garante que o esforço é para ter a unidade, e um dos primeiros passos foi demonstrado na composição da Mesa Diretora da Casa, com a eleição de Nelson Leal (PP) para a presidência do Legislativo baiano.

Leia também!  Circuito Empresarial capacita mais de 2 mil pessoas em 8 municípios do Extremo Sul.

Recepção na posse

Recepção para comemorar posse de Rosemberg e nomeação como novo líder do Governo

O deputado Rosemberg Pinto recepcionou os colegas de bancada, correligionários, militantes e amigos, após o ato de posse, no gabinete onde irá atuar na função de líder. O ambiente ornamentado com as cores vermelha e branca, simboliza o partido dos trabalhadores e era visível a presença de pessoas ligadas aos movimentos sociais, de onde nasceu a história do lide petista.

Natural de Itororó estudou no inicio da década de 70 no Colégio Central da Bahia, em Salvador, considerado um centro de referência política na época. Em 1979 participou ativamente do Congresso que restaurou a União Nacional dos Estudantes (UNE) e atuou fortemente no Sindicato dos Petroleiros e dos Químicos/ Petroquímicos da Bahia.

Formado em Sociologia, pela UFBA, Rosemberg especializou-se em Ciência Política. Integrante da Comissão de Ética do Partido dos Trabalhadores, na Bahia, tornou-se presidente do PT, em São Francisco do Conde e ajudou na implantação do programa Mova Brasil.

 

Por: Opinião Pública/ Redação/ Assessoria de Imprensa/ALBA

Faça aqui seu comentário!