Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Vereda: MPF diz que ex-prefeito e ex-secretário de educação desviaram mais de uma tonelada de gêneros alimentícios da merenda escolar

ByLéo Feitosa

jun 13, 2019

Vereda: São 5:00 horas da manhã, na zona rural, a pequena Letícia de apenas 10 anos, acorda para se arrumar para ir à escola, o ritual é o mesmo todos os dias, apesar de ser um dia frio, na pequena casa de adobão e lajota, que vive com a família, não tem chuveiro elétrico, a sua mãe, “morna” um pouco de água no fogão a lenha, para a menina poder tomar banho com um pouco mais de conforto.

Após, arruma-se, rapidamente, come algumas bolachas de sal e um resto de um suco que restou do dia anterior. Letícia não leva merenda, nem tampouco dinheiro para poder comprar, pois, a família não tem condições financeiras.

A mãe, Alice, recebe pouco mais de 100 (cem) reais do programa bolsa família e o pai, José, é trabalhador “braçal”, sem carteira assinada, segundo o mesmo, “o mês que é bom dá pra tirar uns 500, 600 real”. Nem o pai nem a mãe tem estudo, o pai, apenas sabe ler um pouco e assinar o próprio nome, a mãe estudou até a segunda série do primeiro grau. O sonho, segundo a mãe, “é que a minha filha tenha estudo e possa ser “alguém” na vida”.

A pequena Letícia, ainda percorrerá quase 2 KM, até a estrada vicinal onde o transporte escolar passa e a levará até sede do município, a pequena cidade de Vereda, o sonho, estudar e ser veterinária, “gosto muito de animais”, justifica. Obviamente, a merenda escolar será seu principal alimento, até retornar a sua humilde casa, por volta das 13:00 horas da tarde.

A pergunta é, e se os alimentos que deveriam compor o cardápio da merenda escolar tivessem sido desviados a proveito próprio de políticos locais?

Essa é justamente a acusação realizada pelo Ministério Público Federal contra o ex-prefeito de Vereda, ADALBERTO DA ROCHA NONATO (DEM), a ex-primeira dama, MORIZARLE SOUZA FERREIRA NONATO, o ex secretário de Educação, ADILSON DOS ANJOS ROCHA, o ex-prefeito de Lajedão/BA e ex-secretário de Finanças de Vereda, JACQUES JAMES RONACHER PASSOS, e a pessoa jurídica Edgar Pereira Avelar – EPP (MERCEARIA AVELAR de Itanhém/BA). O MPF acusa os políticos, sob a chefia do ex-prefeito Adalberto Nonato, de terem desviado mais de uma tonelada de alimentos que deveriam compor o cardápio da merenda escolar dos alunos da rede municipal de ensino.

Trecho da denúncia apresentada pelo MPF contra os políticos veredense e a empresa Mercearia Avelar de Itanhém.

Por essa razão que a Justiça Federal acatando pedido expresso do MPF determinou o bloqueio de bens dos envolvidos na fraude denunciada pelo próprio MPF.

Leia também!  Mucuri assume o 1º lugar no ranking da Atenção Primária à Saúde no extremo sul da Bahia.

O bloqueio servirá para se eventualmente forem condenados na ação por ato de improbidade administrativa, os envolvidos, possam ressarcir os cofres públicos da educação veredense, e outras tantas, pequenas Letícias, possam ter uma educação de qualidade e possam usufruir da merenda escolar em qualidade e quantidade necessária para o desenvolvimento e aprendizado.

Trecho da denúncia apresentada pelo MPF contra os políticos veredense e a empresa Mercearia Avelar de Itanhém.

Nossa equipe segue acompanhando o caso.  

Leia também!  Prefeitura No Seu Bairro acontece no distrito de Cachoeira do Mato, na próxima sexta (22); confira a programação.

Por: Portal Opinião Pública/ Da Redação/

Veja mais nos links:

Vereda: Ex-prefeito, ex-secretário de educação e atual prefeito são denunciados na Polícia Federal por esquema de fraudes em licitações; Indícios apontam uso de documentos falsos envolvendo recursos federais.

Vereda Exclusivo: Justiça Federal bloqueia bens do ex-prefeito e ex-secretário de Educação e mais três por desvio de verba na aquisição de merenda escolar.

Por: Portal Opinião Pública/ da Redação/ Wallace Faria

Faça aqui seu comentário!