Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

TCM notifica prefeito Marcelo Angênica por não prestar contas dos seus gastos públicos.

ByLéo Feitosa

nov 21, 2019

 

Com a corda no pescoço parte III

O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia publicou na manhã desta quinta-feira, 21, um edital determinando que o prefeito de Itamaraju, Marcelo Angênica (PSDB), preste contas referente aos gastos e licitações do município.

Segundo o edital, o gestor terá um prazo de cinco dias para apresentar imediatamente ao Tribunal de Contas a documentação que deixou de enviar, sob pena de responder ao órgão.

Nossa equipe constatou que tem sido comum o atraso e falta de envio de documentos de prestação de contas por parte da administração do governo de Marcelo Angênica. Recentemente os parlamentares decidiram abrir uma CPI para apurar possíveis ilegalidades que indicam fraude em licitações e falsificação de documentos públicos.

Uma dessas licitações não enviadas ao Tribunal de Contas dos Municípios é alvo da CPI. Segundo os parlamentares, o gestor deixou de enviar ao TCM para tentar ocultar ilegalidades e dificultar o processo de fiscalização por parte dos vereadores. Recentemente o Município chegou a ser alvo de uma auditoria do Tribunal de Contas onde foram averiguadas diversas denúncias de irregularidades.

Leia também!  Deputado federal Uldurico Jr. destina mais de um milhão de reais em equipamentos para o Hospital Municipal de Medeiros Neto em parceria com o Governo do Estado.

 

O resultado da sindicância deverá ser apresentado em breve pelo órgão.

Marcelo Angênica ainda corre o risco de ser afastado cauterlamente do cargo por estar praticando crime de obstrução dos trabalhos da CPI instalada, e os parlamentares devem enviar a solicitação ao Ministério Público, juntando inclusive mais esse agravante da não prestação de contas que impede a fiscalização por parte dos parlamentares e pela sociedade.

Segundo comenta-se nos bastidores políticos da cidade, Marcelo Angênica costumava se vangloriar de ser amigo pessoal de Mário Negromonte, conselheiro afastado do TCM por estar envolvido na operação Lava Jato.

Leia também!  Prefeitura de Medeiros Neto leva atendimento de diferentes especialidades para população da Vila Mutum.

Negromonte foi o responsável por alterar o relatório das contas de Angênica em 2017 e que seriam reprovadas pelo órgão. Após a interferência do conselheiro, as contas foram aprovadas com ressalvas.

As contas de Itamaraju eferente ao exercício de 2018, que seria julgadas ontem, 20, tiveram o julgamento transferido para próxima semana. Segundo informações, Marcelo Angênica teria viajado para Salvador na véspera do julgamento para se encontrar com pessoas ligadas ao conselheiro afastado tentando articular a aprovação.

 

Fonte: Portal Siga a Notícia/ 

 

Por: Opinião Pública/ Da Redação/

Faça aqui seu comentário!