Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Sem acordo, anestesistas mantém suspenso atendimento pelo Planserv.

ByLéo Feitosa

jan 9, 2019

Continua suspenso o atendimento dos anestesistas aos conveniados do Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos da Bahia (Planserv) após rodada de negociação na sede do Ministério Público da Bahia, na tarde de terça-feira, terminar sem acordo. Uma nova reunião está agendada para o dia 30 de janeiro.

De acordo com informações da Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas da Bahia (Coopanest-Ba), a negociação não avançou porque os representantes do Planserv não apresentaram proposta de reajustes para os honorários dos procedimentos anestésicos. A Coopanest-BA solicitou um reajuste de 40% nos honorários médicos, o que representaria R$ 12 milhões anuais aos cofres públicos.

Até que haja um acordo, os anestesistas decidiram manter apenas os atendimentos de urgência e emergência pelo plano se saúde. A cooperativa suspendeu o atendimento desde a última segunda-feira (7) até que haja o reajuste nos honorários médicos.

Leia também!  Nota: Prefeitura esclarece caso envolvendo venezuelanos da etnia indígena Warao na rodoviária de Vitória ES.

De acordo com a categoria, a tabela do Planserv não é atualizada desde 2015. Até que isso ocorra, a categoria informa que os pacientes conveniados ao Planserv que tiverem cirurgias agendadas terão que pagar à parte pelo serviço do anestesista. Só estão isentos do pagamento, segundo a cooperativa, os pacientes que tiverem realizado a consulta pré-anestésica até o domingo passado (6).

“Temos uma tabela de referência dos valores por procedimento, mas enviamos um comunicado aos profissionais para que eles cobrem dos pacientes um valor abaixo dessa tabela, que cobrem o mesmo valor de reajuste proposto ao plano”, informou a cooperativa.

Leia também!  Prefeitura prossegue com obras na Escola Municipal Pedro Agrizzi.

Em nota, a Secretaria de Comunicação do Estado (Secom) esclarece que os hospitais credenciados à rede Planserv estão aptos a prestar todos os serviços médicos aos beneficiários. “Essas unidades, conforme determina contrato, devem oferecer os serviços de anestesia sem qualquer tipo de cobrança aos beneficiários Planserv”.

A nota diz ainda que o Planserv está adotando todas as medidas necessárias para que as cirurgias continuem sendo realizadas sem qualquer tipo de prejuízo em toda a rede de prestadores. ”

O Planserv salienta ainda que os beneficiários podem, a qualquer momento, entrar em contato com a sua Central de Relacionamento 24 horas, no telefone 0800 56 6066

Por: Opinião Pública/ Da Redação/ Fonte: SECOM-BA

Faça aqui seu comentário!