Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Saúde Pública: “Pobre não é cachorro!” Desabafa teixeirense após postar descaso da saúde pública, nas redes sociais.

ByLéo Feitosa

nov 27, 2019
 
“Gente isso e um absurdo pelo amor de Deus pobre não e cachorro não!”

O prefeito Temoteo Brito (PP), que desde o seu primeiro dia de mandato vem prometendo um choque de gestão, principalmente na área da Saúde Pública, e após substituir por 4 vezes os titulares da pasta, mesmo diante da saída do ex-secretário Fabiano Merily da referida secretaria, e de outorgar a devida competência ao advogado Hebert Chagas, não convence ninguém que será enfim capaz, faltando pouco mais de 11 meses para o fim de seu mandato, de mudar a realidade da saúde pública no município de Teixeira de Freitas-BA.

Isso fica claro com as crescentes reclamações dos moradores do município teixeirense, e demais pactuados, principalmente nas redes sociais, em virtude do descaso que por sinal é algo recorrente. 

 

No Laboratório Regional de Saúde Pública – LACEN/Ba, a situação é simplesmente “vergonhosa”.

Leia também!  Circuito Empresarial capacita mais de 2 mil pessoas em 8 municípios do Extremo Sul.

As pessoas são obrigadas a chegar cerca de 3:00 horas da manhã para marcar um simples exame laboratorial de sangue, urina, fezes e etc, mesmo diante de inúmeros pedidos e requisições de informatização do sistema de marcação. 

Haja vista que, boa parte dos exames são realizados em clínicas particulares, vinculadas por meio de convênios e contratos com a prefeitura municipal de Teixeira de Freitas-BA, a realização dos mesmos acaba por se tornar um monopólio que beneficia em parte empresários da área da saúde privada.

O porque disso? Só o Ministério Público para explicar!

Mas conforme denúncia protocolada no Ministério Público Estadual, a marcação de exames hoje passa pela indicação política da base aliada do prefeito Temoteo Brito na Câmara Municipal de Vereadores.

Ou seja…

Segundo um jornalista e radialista local, quem hoje comanda a marcação de exames seria o vereador Bernardo Cabral. O fato já foi relatado em matéria anterior, e até o momento o MPE-BA, não se pronunciou acerca do caso. 

Leia também!  Presença de rochas provoca atrasos no andamento das obras do sistema de macrodrenagem pluvial em Itabatã.
Marca quem for amigo de vereador…!

O plano diretor de descentralização e regionalização das ações de vigilância laboratorial é constituído por um conjunto de serviços e unidades laboratoriais, estruturado em redes descentralizadas e regionalizadas, que compõem a Rede Estadual de Laboratórios de Saúde Pública – RELSP, fundamentado na Portaria nº 2.031 GM/MS, de 23 de setembro de 2004, que define o Sistema Nacional de Laboratórios de Saúde Pública.

Áudios divulgados nos grupos de WhatsApp mostram a realidade da saúde pública no município de Teixeira de Freitas.-BA, principalmente na UMMI- Unidade Municipal Materno Infantil.

 

 

 

 

Situação vergonhosa da UMMI- Unidade Municipal Materno Infantil, não tem sequer lençóis nos leitos onde crianças até 12 anos, esperam por atendimento. 

 

 

Por: Opinião Pública/ da Redação/

Faça aqui seu comentário!