Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Provável pré-candidato a prefeito, Eujácio Dantas questiona a demissão de 470 funcionários da empresa GF.

ByLéo Feitosa

abr 6, 2019
“SE A ECONOMIA DO NOSSO MUNICÍPIO ESTAVA RUIM, AGORA TENDE A PIORAR AINDA MAIS”

Em março deste ano, foi anunciada a venda da Fibria Celulose, maior empresa deste ramo no mundo, para a Suzano Papel e Celulose, e que após consumada, formou um dos maiores monopólio do mundo na produção de papel e celulose, no interior da Bahia. A fusão está sendo chamado de “O monstro do eucalipto” ou “JBS da celulose”.

A menção à JBS é pertinente uma vez que a Fibria é uma das três empresas privadas que receberam dinheiro do BNDES, sob a forma de compra de ações.“ A análise do retorno dos investimentos do BNDESPAR por meio de variações nos preços das ações investidas.

O provável pré-candidato declarado a prefeito de Teixeira de Freitas, Eujácio Dantas, usou as redes sociais no inicio do mês, para declarar sua profunda preocupação de como a gestão municipal fará para absorver o iminente caos empregacional, que se aproxima com a já certa dispensa de mais de 400 funcionários da empresa  GF SERVIÇOS FLORESTAIS, terceirizada da gigante Suzano-Fibria Papel e Celulose.

ASuzano, da família Feffer, adquiriu no ano passado a Fíbria, criando uma gigante em seu setor, avaliada em 84 bilhões. Qual o saldo disso para nós teixeirenses? A rescisão de contratos com empresas prestadora de serviços na silvicultura, entre elas, a teixeirense GF SERVIÇOS FLORESTAIS.

Só nessa empresa, serão 470 pessoas demitidas, 420 delas moradoras de Teixeira de Freitas. O impacto financeiro apenas sobre a folha de pagamento será em torno de 12 milhões, somando-se aí os insumos e demais serviços, ultrapassará os 20 milhões. Dessa forma, haverá menos dinheiro circulando no comércio e negócios deixarão de acontecer pela falta de renda dos trabalhadores e o fechamento da empresa, consequentemente mais demissões seguirão em cascata, sem dúvida alguma.

Leia também!  Prefeitura de Medeiros Neto participa do 3º Encontro de Formação Continuada com dirigentes e equipes técnicas municipais de Educação.

Isso irá piorar ainda mais o quadro econômico da cidade, que de janeiro a fevereiro de 2019, teve o pior saldo entre admissões e demissões dos últimos 3 anos. Foram 1497 demissões e 1303 admissões, deixando um resultado negativo de 194 desligados. Possuímos apenas 21.175 postos de trabalhos formais, se compararmos com Linhares-ES (que dista cerca de 230 km daqui e possui características populacionais parecidas com a nossa), a nossa situação fica ainda mais vexatória, pois a cidade capixaba, possui 73.294 pessoas empregadas formalmente, quase três vezes o nosso número.

Leia também!  Prefeitura realiza formação com agentes de portaria e auxiliares de disciplina de instituições de ensino; entenda!
Tenho duas perguntas:

A primeira: O mercado local que já vem sofrendo com o alto índice de desempregados, tem condições de assumir esse volume de mão de obra?

A segunda: Por que essas gigantes ignoram o impacto social de suas ações nas economias locais?

Por: Opinião Pública/ da Redação/ Fonte/ Perfil de Eujácio Dantas/

Faça aqui seu comentário!