• 16 de janeiro de 2022 16:20

Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Polícia Federal desvenda mistério de bolsas com cocaína que apareceram no litoral da Bahia.

ByLéo Feitosa

nov 24, 2021

 

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (23) a Operação Mar Aberto para desmobilizar uma organização criminosa que usava barcos para traficar toneladas de cocaína.

 

 

A ação resolve o “mistério” sobre bolsas náuticas que apareceram nos últimos meses no litoral da Bahia e do Espírito Santo. Segundo informações do jornal O Globo, os criminosos simulavam operações de pesca para movimentar as cargas da droga em alto mar. De acordo com a investigação, eles são responsáveis pelas 17 bolsas com cocaína que foram encontradas por moradores nos dois estados.

Leia também!  Novo reajuste no preço da gasolina feito pela Petrobras deve ficar em torno de 4,85% nas distribuidoras.

 

 

Ao todo, quase meia tonelada da droga chegou nas areias das praias dos dois estados. As investigações indicam que a organização criminosa movimentou pelo menos 6,5 toneladas de cocaína no último ano. Ainda conforme a PF, os investigados deverão responder pelos crimes de tráfico internacional e associação para o tráfico.

 

 

A investigação aponta, ainda, que os traficantes contavam com uma tripulação profissional e experiente em travessias intercontinentais. Navios estrangeiros, resgatariam a droga e levariam até cidades da África e Europa.

Leia também!  "Olha a vassoura jovem!": Ex-detento do CPTF é preso pela PM de Teixeira com mandado de prisão em aberto no Espírito Santo.

 

 

As bolsas náuticas de cocaína tiveram origem em uma dessas embarcações. Cerca de 20 mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Federal em Santa Catarina, Paraná e Espírito Santo, além de seis mandados de prisão preventiva de outros investigados.

Por: Opinião Pública/ DA REDAÇÃO/

Faça aqui seu comentário!