Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Pai é preso após dar bebida alcoólica para criança de 1 ano: Bebê é socorrido à UMMI em estado grave.

ByLéo Feitosa

fev 17, 2019

Mucuri: Policiais Militares do 2° Pelotão da 89ª CIPM, lotados na cidade de Mucuri, foram acionados pelo CICOM/190, na madrugada deste domingo (17), para atender a uma ocorrência no qual o pai de uma criança de apenas 1 ano de idade, teria dado bebida alcoólica (cachaça) com refrigerante para o bebê, que teria sido encontrado desmaiado em cima da cama. A guarnição se deslocou até o endereço, situado na Rua Salvador, no Bairro Brisa do Mar.

Ao chegarem no local, o acusado, que foi identificado como, Cleciano de Souza Santos, 26 anos, recebeu voz de prisão após os relatos de sua companheira, que disse ao PMs que o Claciano teria dado ao seu filho de um ano, várias doses de cachaça com refrigerante, o qual teria desmaiado, e, que possivelmente teria entrado em coma alcoólico, pois, não estava conseguindo acordá-lo.

Leia também!  Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Educação realiza Encontro Pedagógico com profissionais da educação em Vereda.

A criança foi encaminhada rapidamente para Unidade de Pronto Atendimento da cidade, que solicitou a transferência de urgência para UMMI em Teixeira de Freitas, já que os sinais vitais da criança estariam bem baixos. A criança deu entrada na UMMI, ainda desacordada, porém, com certa reação positiva dos sinais vitais, e será avaliada por um pediatra que deverá solicitar os exames necessários para uma avaliação mais detalhada do seu quadro clínico.

Leia também!  Prefeito Beto Pinto reúne agentes comunitários de saúde e de combate às endemias para tratar sobre novo piso salarial.

O acusado, Cleciano (Pai), foi apresentado para o delegado plantonista da 8ª COORPIN em Teixeira de Freitas, Charlton Bortolini. O delegado ouviu os policiais; o Conselheiro Tutelar; a mãe da criança e o acusado, flagrateando o Cleciano no Artigo 243 do Estatuto da Criança e Adolescente, sendo conduzido posteriormente para carceragem da referida unidade policial.

Por: Opinião Pública/ Da Redação/ Fonte/ Por: Cloves Neto/Liberdadenews

Faça aqui seu comentário!