• 16 de janeiro de 2022 16:23

Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

“O sapo e o escorpião”: Prefeito Lili anuncia saída do Município de Jucuruçu do Consórcio Construir após receber ajuda no pior momento de crise das últimas chuvas.

ByLéo Feitosa

jan 1, 2022

 

Reza a fábula do sapo e o escorpião, que certa floresta pegava fogo, quando o escorpião cercado pelas chamas pediu ao sapo, que o atravessasse para o outro lado da floresta pelo rio, para que o mesmo não morresse queimado ou afogado já que não sabia nadar!

O sapo mesmo sabendo que corria o risco de ser picado pelo escorpião por conhecer sua natureza, decidiu atravessa-lo em suas costas sobre as águas. Em certo momento da travessia o sapo sentiu a picada nas costas, e perguntou ao escorpião:

 

“Porque você fez isso? Agora eu e você iremos morrer afogados ou queimados!

O Escorpião simplesmente respondeu: 

 

“Você me ajudou porque quis, e eu te piquei porque essa é a minha natureza! É isso que eu sou! Traiçoeiro!”

Dito isso, vamos a notícia!

 

Leia também!  Comunicado: Prefeitura Municipal de Vereda terá recesso administrativo de final de ano.

 

O Prefeito do município de Jucuruçu-BA, Arivaldo de Almeida Costa – o Lili (PSDB) encaminhou, na tarde da última quinta-feira, dia 30 de dezembro, um ofício institucional, de Nº 197, direcionado ao Presidente do Consórcio, e Prefeito de Vereda, Manrick Gregório Teixeira (PP), comunicando a saída do Município de Jucuruçu do Consórcio Construir.

Leia também!  Itanhém: O cardiologista Dr João Bosco agora atenderá a saúde pública no Centro de Referência de Itanhém!

 

Leia o ofício na íntegra: 

 

 

Em um trecho do oficio, o Prefeito destaca que, “em razão do fim da vigência em 31/12/2021 do Contrato de Rateio nº 001/2021, firmado entre Consórcio e os Municípios consorciados, conforme teor da Cláusula Décima do referido instrumento, o Município de Jucuruçu, não participará mais da entidade”.

 

O Prefeito não quis comentar sobre os motivos que o levaram a se desvincular da instituição.

 

Por: Opinião Pública/ DA REDAÇÃO/

Faça aqui seu comentário!