• 16 de janeiro de 2022 16:32

Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Nota de Pesar: Mucuri lamenta a morte da servidora pública Renata Cardoso.

ByLéo Feitosa

dez 9, 2021

 

O município de Mucuri foi surpreendido no final da tarde da última quarta-feira (08/12), com a morte de uma filha ilustre, Renata Cardoso, que no último dia 27 de novembro havia completado 42 anos de idade. Renata Cardoso, além

 

de comerciante (Drogarias Santa Marta), era funcionária pública lotada na Secretaria Municipal de Saúde de Mucuri. Ela lutava em São Paulo contra um tumor maligno da parte inferior do útero e mais recentemente tratava a extensão do câncer no fígado e faleceu na casa dos pais em Teixeira de Freitas onde se recuperava de uma nova sessão de quimioterapia.

Leia também!  Prefeitura de Mucuri ofertou mais 107 atendimentos regulares oftalmológicos à população da Sede e Itabatã.

O prefeito de Mucuri, Roberto Carlos Figueiredo Costa “Robertinho” (DEM), se manifestou imediatamente tão logo chegou a notícia do falecimento de Renata Cardoso, dizendo que Renata foi uma grande amiga, uma profissional dedicada e uma ser humana com as maiores das virtudes e, que sua falta já está sendo sentida por todos nós.

 

E manifestou seus sentimentos a todos os familiares e amigos.

 

 

“É com profundo pesar e tristeza que recebemos a notícia do falecimento da nossa querida colega de luta e uma amada amiga de uma vida inteira Renata de Souza Cardoso Pontes. Em nome da Secretaria Municipal de Saúde e em nome do município de Mucuri, manifesto profundo sentimento de pesar e solidariedade à família.

 

Leia também!  "UMMI, maternidade ou açougue municipal?": Bebê tem clavícula quebrada em parto na UMMI! Pais registram B.O na Polícia Civil! Entenda o caso!

 

Que Deus neste momento de dor, emoção e consternação conforte o coração do seu esposo Juninho (das Drogarias Santa Marata), dos seus filhos Daniel, Davi e Victor, parentes e amigos”, lamentou o prefeito Robertinho.

 

Assessoria de comunicação/ ASCOM/ MUCURI-BA

 

Por: Opinião Pública/ DA REDAÇÃO/

Faça aqui seu comentário!