• 26 de maio de 2022 13:33

Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Mucuri começa a instalar iluminação de LED com solução econômica e moderna em todo Município.

ByLéo Feitosa

out 27, 2021

 

Mucuri está sendo o primeiro município do extremo sul baiano a entrar na tecnologia da luminância das cidades inteligentes e a ter todas as lâmpadas comuns substituídas por LED na iluminação pública de todos os seus aglomerados urbanos.

 

A Prefeitura de Mucuri já iniciou a troca de todo o sistema de iluminação pública da cidade, passando a utilizar lâmpadas de LED, que iluminam melhor, são mais econômicas e menos poluentes. Ruas e avenidas da cidade, dos distritos e povoados começaram a receber as novas luminárias.

 



A Prefeitura de Mucuri, por meio da Secretaria Municipal de Transporte, Limpeza e Iluminação Pública e Secretaria Municipal de Obras, Planejamento e Serviços Urbanos, iniciou este mês a substituição de luminárias mais antigas da cidade por lâmpadas de LED, que tem consumo de energia consideravelmente reduzido em torno de 50% com relação às antigas, além de vida útil mais longa.

 



A iniciativa da gestão visa oferecer mais claridade e durabilidade, valorizando os espaços urbanos e aumentando a percepção de segurança no período noturno, já que as lâmpadas de LED proporcionam o embelezamento das vias, valorização econômica e visual dos empreendimentos locais, trazendo mais segurança pública e um cuidado adequado ao meio ambiente.



Enquanto a luz incandescente dura em torno de mil horas e a fluorescente por volta de 10 mil, o LED é capaz de funcionar perfeitamente por até 50 mil horas, reduzindo custos com eventuais trocas de lâmpadas e manter a iluminação da cidade como se fosse dia. A previsão é que haja 55,53% de economia no consumo de energia na iluminação pública do município.

 



A proposta do novo sistema de iluminação de lâmpada de LED no município de Mucuri para a otimização dos sistemas de iluminação pública, proporcionará uma redução significativa do consumo energético total. Atualmente o município de Mucuri paga R$ 182.237,03 de energia por mês a COELBA. Com o novo projeto de LED passará a pagar por mês o valor equivalente a R$ 81.044,52 – gerando uma economia de R$ 110.393,28 por mês, o que que significa uma economia de 55,53% e representa uma economia anual de R$ 1.324.719,36.

Leia também!  Medeiros Neto: prefeito Beto Pinto entrega Ginásio de Esportes requalificado e abre a 21ª edição da Copa Comércio de Futsal.

 



O projeto integra o Programa de Eficiência Energética da Energia e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e começou neste mês de outubro pela cidade de Mucuri, contemplando as Rua Belo Horizonte, mas já contemplou as ruas Oscar Teixeira Siqueira, Aquarela, Campo Grande, Raul Gazzinelli, as avenidas Central, Petrobrás – próximo à UPA 24h, Avenida Coca-Cola, trecho da BA-698 até a entrada do bairro Califórnia e as ruas Santo Antônio e Marieta Gazzinelli no bairro Califórnia.

 



O secretário Municipal de Obras de Mucuri, o engenheiro civil Victor Augusto Souza Santos explicou que os distritos também serão contemplados com mais iluminação pública.

“A demanda é grande, afinal, a iluminação envolve além dos efeitos visuais, mas também a segurança da população. E diante das recentes ocorrências de assaltos, o prefeito Roberto Carlos Figueiredo Costa, o “Robertinho” (DEM), nos solicitou iniciar os serviços por esses locais, como temos feito.

 

“Então estaremos realizando a substituição em outros locais de Itabatã, 31 de Março, Nova Brasília, Cruzelândia, Costa Dourada na região sul do município”, informou o secretário.

 



O engenheiro ainda lembra das trocas de lâmpadas já realizadas no distrito de Itabatã, nas avenidas Estados Unidos, São Paulo, Minas Gerais, Salvador, Amazonas, Rua Jorge Borges Jael, no trevo entre a BR-101 e BA-698, pontuando que tanto a sede quanto os povoados e distritos também receberão atenção deste projeto em iluminação pública LED, sendo que as comunidades rurais também serão contempladas com as lâmpadas reaproveitadas nessa ação.

O projeto vai beneficiar todos os aglomerados urbanos do município: Mucuri/sede, os seus 3 distritos: Itabatã, Taquarinha e Ibiranhém. Seus 9 povoados: Belo Cruzeiro, São Jorge, 31 de Março “Divisa”, Cruzelândia, Nova Brasília, Oliveira Costa, Campo Formoso e os balneários de Costa Dourada e Praia Dois, além de 4 povoamentos surgidos de assentamentos agrários: Paulo Freire, Jequitibá, Lagoa Bonita e Zumbi dos Palmares “Fazenda Esperança”.

As lâmpadas que serão retiradas, inclusive as de LED já utilizadas em alguns pontos, serão reaproveitadas em assentamentos agrários, zonas rurais e nas suas 54 comunidades rurais e onde ainda se tem a necessidade de instalação de iluminação p&uacut e;blica.

Leia também!  Acelen reduz preço do diesel em 4% e da gasolina entre 1,2% a 2,3%



Conforme o estudo apresentado pelo município de Mucuri, as luminárias de LED têm vida útil de até 4.367 dias (12 anos), tendo grande diferença das demais, onde observa-se a pequena durabilidade das luminárias do tipo halógenas, onde as mesmas possuem vida útil de apenas 175 dias (6 meses).

O estudo ainda demonstra que para cada 7 trocas de luminárias do tipo fluorescente, seria necessário trocar apenas 1 vez, caso a mesma fosse do tipo LED. Comparando com as luminárias do tipo halógena, vemos que 1 troca de luminária do tipo LED, equivale a 25 trocas de luminárias do tipo halógena. As luminárias do tipo vapor de sódio e vapor de mercúrio, mostra que para cada 1 troca feita nas luminárias de LED, equivale a 2 tro cas nas luminárias dos tipos vapor de mercúrio e vapor de sódio.

“O projeto é uma grande realização do governo municipal e está sendo idealizado através de estudos a demonstração da importância e necessidade de se ter um sistema eficiente, no qual corrobora exponencialmente para com a vida pública e respectivamente para a sociedade, conforme nos solicitou o prefeito Roberto Carlos Figueiredo Costa, o “Robertinho” (DEM).

 

“O projeto tem caráter fundamental no convívio dos seres humanos, pois atua na segurança pública, prevenindo a criminalidade e também se permite a desfrutar do espaço público, onde facilita circulação de pedestres e automóveis, embeleza áreas urbanas, entre outras vantagens.

 

“Neste compêndio de estudos básicos, buscou-se analisar o sistema de iluminação que se tinha em Mucuri, que é uma cidade turística e seus demais distritos e povoados, a fim de garantir confiabilidade junto a melhoria nos quesitos de economia de energia, melhoramento da luminância, modernização e manutenção”, explicou o secretário Victor Augusto.




Assessoria de Comunicação Social
Prefeitura Municipal de Mucuri

Por: Opinião Pública/ DA REDAÇÃO

Faça aqui seu comentário!