Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Governador da Bahia: Rui Costa chega à 500ª viagem com média de uma cidade a cada três dias.

ByLéo Feitosa

abr 14, 2019

Prestes a alcançar a marca de 500 viagens de trabalho realizadas ao interior da Bahia, o governador Rui Costa foi a Sapeaçu na última quinta-feira (11). Na região, ele entregou a recuperação da BA 120, no trecho entre Sapeaçu e Castro Alves, entre outras ações. Esta foi a 499ª viagem em 1.566 dias de governo, o que representa uma cidade visitada a cada três dias.

Ao longo de quatro anos, três meses e 15 dias, o governador esteve em 255 municípios diferentes. A 500ª viagem será para Morro do Chapéu, na próxima segunda-feira (15). No município, Rui vai inaugurar a restauração e pavimentação da BA-144, no trecho de 73 quilômetros que ligam Morro do Chapéu a Várzea Nova e ao povoado de Lages do Batata, em Jacobina.

Ele também autorizará a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) a celebrar três convênios com associações de agricultores familiares e fará a entrega de tratores a 20 municípios da região.  Além de inaugurações importantes e históricas, como a rodovia que será entregue em Morro do Chapéu, Rui estabeleceu uma rotina de visitas a escolas e unidades de saúde nas viagens ao interior da Bahia.

Nesses quatro anos, 329 instituições de ensino receberam a visita do governador, sendo 203 escolas estaduais.  Em 2019, além ouvir demandas do corpo docente e dos alunos, Rui passou a realizar encontros de trabalho com diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos. O objetivo é estabelecer estratégias para melhorar a aprendizagem dos estudantes.

Leia também!  Prefeitura de Medeiros Neto leva atendimento de diferentes especialidades para população da Vila Mutum.

A primeira reunião ocorreu em fevereiro, em Alagoinhas, seguida por outras cinco no interior do estado.  A metodologia dos encontros foi alinhada com diretores dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE) em reunião no dia 23 de março, na sede da Secretaria da Educação. Na atividade, o governador reafirmou o compromisso do Governo do Estado com a Educação.

“Estamos fazendo um esforço para melhorar a aprendizagem dos nossos estudantes, investindo em formação, na infraestrutura das escolas, construindo uma rede de parcerias e chamando as famílias para as escolas. O conceito é de mutirão, de uma grande mobilização para transformar a nossa rede. Esta é a minha expectativa não só como governador, mas de vida. E o foco do nosso trabalho é o estudante. O que for melhor para o estudante será o melhor para nós”, disse.  

Regionalização da saúde 

Outra prioridade do Governo do Estado, a área de saúde também tem sido acompanhada de perto por Rui nas viagens ao interior, independentemente das entregas e assinaturas de ordem de serviços. Entre janeiro de 2015 e abril de 2019, 214 instituições de saúde foram visitadas por ele, sendo 84 hospitais e 130 unidades, postos ou policlínicas. 

Leia também!  UMMI efetua acompanhamento humanizado às gestantes assistidas; confira detalhes.

As entregas nos últimos anos incluíram, na área de saúde, os hospitais Costa do Cacau, em Ilhéus, e da Chapada, em Seabra, além da maternidade do Hospital da Criança, em Feira, e das policlínicas regionais em Feira de Santana, Jequié, Irecê, Alagoinhas, Guanambi, Teixeira de Freitas, assim como a ampliação do número de leitos nas redes direta e indireta. Ainda este ano, outras 11 policlínicas devem ser inauguradas. Além disso, mais de 20 mil cirurgias já foram realizadas de forma itinerante, contemplando moradores dos 417 municípios.  

O investimento do Governo da Bahia na área da saúde, entre 2015 e 2018, ultrapassou a casa dos R$ 20 bilhões em obras, serviços e recursos humanos. “Estamos avançando no cumprimento da meta de regionalizar o atendimento, levando para o interior serviços de média e alta complexidade.

Em breve, vamos inaugurar as UTIs do Hospital da Lapa, como inauguramos em Brumado, e estamos implantando um hospital em Itaberaba”, completou o governador.

 

Fonte: ASCOM-BA/Assessoria da Governadoria/

Por: Opinião Pública/ Da Redação/

Faça aqui seu comentário!