• 16 de janeiro de 2022 15:15

Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Após denúncia de morador, vereador Bruno Barbosa vai conferir de perto situação absurda de descaso e crime ambiental na área da “Biquinha!” Confira!

ByLéo Feitosa

jan 11, 2022

 

Em mais uma ação de fiscalização realizada no início da tarde da última segunda-feira, dia 10 de janeiro, o vereador Bruno Barbosa, acompanhado do morador e comerciante popularmente conhecido como “RIVA”, e que reside nas proximidades do Córrego do Charqueado, denunciou uma situação de descaso e potencial crime ambiental, na área da “Biquinha!”

 

 

A área popularmente conhecida como “Biquinha”, vem ao longo das gestões e dos anos, sofrendo com a progressiva devastação e exploração dos seus recursos naturais, que diante da ausência do poder público municipal, e de um projeto de fato voltado para a preservação do meio ambiente, tem infelizmente se acentuado.

 

 

O comerciante RIVA, preocupado com a situação, procurou o vereador Bruno Barbosa, e entre algumas situações que o mesmo denunciou, está a ausência de iluminação no local, para as pessoas que frequentam a “Biquinha”, após as 18:00Hrs.

A falta de segurança pública, haja vista que a área faz parte do patrimônio público do município, e a dificuldade de acesso ao local, em virtude de inúmeros buracos, abertos em parte pela erosão, causada pelos frequentes incêndios na cobertura vegetal da área, e a contaminação das várias nascentes de água existentes, são alguns dos problemas mais sérios.

Leia também!  Mucuri: Prefeito Robertinho conquista do Governo da Bahia uma Ambulância e um Trator 0-Km para o município de Mucuri.

 

 

Na outra margem da área de APP (Área de Preservação Permanente), literalmente transformada em aterro sanitário, e que tem sido usado por moradores para o descarte irregular de todo tipo de lixo e resíduos, animais mortos, restos de material de construção, e até construções irregulares são constantes no local, a situação é mais grave.

 

 

“O acesso ao local e precário, e difícil principalmente para as pessoas de mais idade dos bairros, Bom Jesus, São Pedro, Colina Verde, Teixeirinha, e Wilson Brito, que são os moradores mais antigos da área, e que tem a Biquinha como um patrimônio ambiental e cultural!

 

“Essas pessoas assim como eu amamos esse local, e queremos ver isso daqui bem cuidado e preservado! ”, enfatizou o comerciante Riva.

 

“Não temos aqui sequer a colocação de bloquetes, e manilhas, em uma das poucas vias de acesso, que como vocês podem ver, abriu uma verdadeira cratera! ”

 

“Tudo bem que em uma área de APP é preciso preservar o maximo possivel a paisagem natural, mas pelo menos patrolhar o acesso e nas laterais colocar bloquetes, padronizando, e se possível iluminação pública, garantindo a segurança de homens, mulheres e crianças, que como vocês podem ver frequentam o local!”

Em vídeos gravados outros moradores aproveitaram para também denunciar o descaso do poder público, e cobrar uma solução! 

 

Leia também!  Tragédia: Dr. Albertino Franco morre vitima de acidente na BA-290, próximo à Juracitaba.
Vídeo

A Biquinha, serve como fonte de abastecimento de água para os moradores de diversos bairros, e é indiscutivelmente um patrimônio ambiental e cultural da população de Teixeira de Freitas!

“Mas o que estamos vendo aqui é toda essa área sendo aos poucos devastada pelo acumulo de lixo, que quando chove é empurrado para o córrego, contaminando a nascente, que diga-se de passagem “ainda” tem tido força para fornecer um agua de qualidade! ”, salientou o vereador Bruno Barbosa.

Lembrando que o descarte irregular de lixo em Área de APP, é considerado crime ambiental, previsto no Artigo 40 da Lei nº 9.605 de 12 de Fevereiro de 1998, com a pena de reclusão de 01 a 05 anos.

Entende-se por APP ou, unidades de Conservação as Reservas Biológicas, Reservas Ecológicas, Estações Ecológicas, Parques Nacionais, Estaduais e Municipais, Florestas Nacionais, Estaduais e Municipais, Áreas de Proteção Ambiental, Áreas de Relevante Interesse Ecológico e Reservas Extrativistas ou outras a serem criadas pelo Poder Público.

Vídeo
Vídeo

Por: Opinião Pública/ DA REDAÇÃO/

Faça aqui seu comentário!