Portal Opinião Pública "Jornalismo com independência e imparcialidade!"

Após corte de R$ 38 milhões em universidades federais, MEC bloqueia quase R$ 12 milhões para obras da UFSB.

ByLéo Feitosa

maio 4, 2019

O Ministério da Educação (MEC) bloqueou recursos de mais uma universidade federal na Bahia. Desta vez, a instituição prejudicada com o corte de verbas é a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), que possui sede e campi em Itabuna, Teixeira de Freitas e Porto Seguro, onde estudam 3.471 alunos. A decisão do MEC foi confirmado nesta na última quinta-feira, 2 de Maio

A Assessoria de Comunicação da UFSB informou que o corte de 38% no orçamento vai dificultar principalmente o pagamento de despesas com água, energia elétrica, telefone e serviços de segurança, limpeza e portaria, dentre outros, nos três campi da universidade. O MEC bloqueou cerca de R$ 5,5 milhões do total de R$ 15 milhões previstos no orçamento deste ano para as despesas de custeio da universidade sul-baiana.

Leia também!  Teixeira de Freitas registra primeiro caso suspeito da nova varíola dos macacos.

Os cortes não se limitaram ao orçamento para as despesas de 2019. O governo federal também bloqueou cerca de R$ 11,8 milhões de emendas parlamentares. Os valores deveriam ser repassados para a execução de obras no novo campus Jorge Amado, em Itabuna.

A implantação do campus, numa área doada pela Ceplac, entre Ilhéus e Itabuna, está orçada em cerca de R$ 64 milhões, sendo R$ 24 milhões para construção de prédios e outros R$ 40 milhões para obras de infraestrutura, como pavimentação, redes pluviais, esgoto, água e energia elétrica.

Leia também!  Deputado federal Uldurico Jr. destina mais de um milhão de reais em equipamentos para o Hospital Municipal de Medeiros Neto em parceria com o Governo do Estado.

Com a tesourada do governo federal, o cronograma está comprometido e as obras correm o risco de não serem concluídas neste ano. A UFSB também pode sofrer com atrasos nas obras dos campi Sosígenes Costa, em Porto Seguro, e Paulo Freire, em Teixeira de Freitas, ambos no extremo sul. As duas obras estão orçadas em R$ 49 milhões.

 

Por: Opinião Pública/ Da Redação/

Faça aqui seu comentário!